Mensagens de Luz  
 
 
  Textos Espíritas  
 
 
  Mural de Recados  
 
 
  Guia de Centros Espíritas  
 
 
  Ouça Mensagens  
 
 
Página Inicial - O Espiritismo
 Home
 A Doutrina
  O que é?
  Conheça Allan Kardec
  Biografias
  Galeria de Imagens
  Fale Conosco
  Links Indicados
  Sugestão de Livros
  Obras Básicas
 O Espiritismo e Você
  Mensagens de Luz
  Textos Espíritas
  Mural de Recados
  Guia de Endereços
  de Centros Espíritas
  Ouça Mensagens
 
 
>> MURAL DE RECADOS
 
Mural
De: daniela
Para: Jesus meus mentores espirituai
E-mail: d.strada@hotmail.com
Data: 29/03/15 11:46

Jesus e mentores espirituais pesso que me iluminem e me deem sabedoria sempre,estou com dificuldade no meu tabalho,quero ficar em paz no meu emprego,quero se possivel aprossimar meu filho com o pai dele edson,acho triste ficarem sem se falar,pesso tbm para mim ver sempre a verdade mesmo doida.Agradeço ao Pai pela minha vida e por tudo q tenho.quro ser feliz com amor de Jesus.
obrigado!!!!!!

De: wilson
Para: Os Estudiosos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 29/03/15 09:46

Observações de Allan Kardec sobre a natureza dos espíritos.

Todos os Espíritos têm a mesma origem e o mesmo destino; as diferenças que os separam, não constituem espécies distintas, mas exprimem diversos graus de adian¬tamento. Os Espíritos não são perfeitos, porque não são mais do que as almas dos homens, que não atingiram também a perfeição; e, pela mesma razão, os homens não são perfeitos por serem encarnações de Espíritos mais ou menos adiantados, O mundo corporal e o mundo espiritual estão em contínuo revezamento; pela morte do corpo, o mundo corporal fornece seu contingente ao espiritual; pelos nascimentos, este alimenta a huma¬nidade.
Em cada nova existência, o Espírito dá maior ou menor passo no caminho do progresso, e, quando adqui¬riu na Terra a soma de conhecimentos e a elevação moral que o nosso globo comporta, ele o deixa, para ir viver em mundo mais elevado onde vai aprender novas coisas.
Os Espíritos que formam a população invisível da Terra são, de alguma sorte, o reflexo do mundo corpo¬ral; neles se encontram os mesmos vícios e as mesmas virtudes; há entre eles sábios, ignorantes e charlatães, prudentes e levianos, filósofos, raciocinadores, sistemáti-cos; como se não se despissem de seus prejuízos, todas as opiniões políticas e religiosas têm entre eles representantes; cada um fala segundo suas idéias, e o que eles dizem é, muitas vezes, apenas a sua opinião pessoal; eis o motivo por que se não deve crer cegamente em tudo o que dizem os Espíritos.

Sem dúvida eles ficam livres das imper¬feições físicas, isto é, das dores e enfermidades corpo¬rais; porém, as imperfeições morais são do Espírito e não do corpo. Entre eles há alguns que são mais ou menos adiantados, moral e intelectualmente.
Seria erro acreditar que os Espíritos, deixando o corpo material, recebem logo a luz da verdade.
É possível admitirdes que, quando morrerdes, não haja distinção alguma entre o vosso Espírito e o de um selvagem? Assim sendo, de que vos serviria ter traba¬lhado para a vossa instrução e melhoramento, quando um vadio, depois da morte, será tanto quanto vós?
O progresso dos Espíritos faz-se gradualmente e, algumas vezes, com muita lentidão. Entre eles alguns há que, por seu grau de aperfeiçoamento, vêem as coisas sob um ponto de vista mais justo do que quando estavam encarnados; outros, pelo contrário, conservam ainda as mesmas paixões, os mesmos preconceitos e erros, até que o tempo e novas provas os venham esclarecer. Notai bem que o que digo é fruto da experiência, colhido no que eles nos dizem em suas comunicações. Ê, pois, um prin¬cípio elementar do Espiritismo que existem Espíritos de todos os graus de inteligência e moralidade.

Uma idéia quase geral, entre os que não conhe¬cem o Espiritismo, é a de crer que os Espíritos, pelo simples fato de estarem desprendidos da matéria, devem saber tudo, estar de posse da sabedoria suprema. É um grave erro.
Não sendo mais que as almas dos homens, os Espí¬ritos não adquirem a perfeição logo que deixam o envol¬tório terrenal. Seu progresso só se faz com o tempo, e não é senão paulatinamente que se despojam das suas imperfeições, que conquistam os conhecimentos que lhes faltam.
Seria tão ilógico admitir-se que o Espírito de um selvagem ou de um criminoso se torne de repente sábio e virtuoso, como seria contrário à justiça de Deus supor que ele continue perpetuamente em inferioridade. Como há homens de todos os graus de saber e ignorância, de bondade e malvadez, dá-se o mesmo com os Espíritos. Alguns destes são apenas frívolos e travessos; outros são mentirosos, fraudulentos, hipócritas, maus e vingativos; outros, pelo contrário, possuem as mais sublimes virtudes e o saber em grau desconhecido na Terra.
Essa diversidade nas qualidades dos Espíritos é um dos pontos mais importantes a considerar, por explicar a natureza boa ou má das comunicações que se recebem; é em distingui-las que devemos empregar todo o nosso cuidado. (O Livro dos Espíritos, nº 100, Escala Espírita — O Livro dos Médiuns, cap. XXIV.)

As comunicações que recebemos dos Espíritos podem ser boas ou más, justas ou falsas, profundas ou frívolas, consoante a natureza dos que se manifestam. Os que dão provas de sabedoria e erudição, são Espíritos adiantados no caminho do progresso; os que se mostram ignorantes e maus, são os ainda atrasados, mas que com o tempo hão de progredir.
Os Espíritos só podem responder sobre aquilo que sabem, segundo o seu estado de adiantamento, e ainda dentro dos limites do que lhes é permitido dizer-nos, porque há coisas que eles não devem revelar, por não ser ainda dado ao homem tudo conhecer.
Da diversidade de qualidades e aptidões dos Espíritos, resulta que não basta dirigirmo-nos a um Es¬pírito qualquer para obtermos uma resposta segura a qualquer questão; porque, acerca de muitas coisas, ele não nos pode dar mais que a sua opinião pessoal, a qual pode ser justa ou errônea. Se ele é prudente, não dei¬xará de confessar sua ignorância sobre o que não co¬nhece; se é frívolo ou mentiroso, responderá de qualquer forma, sem se importar com a verdade; se é orgulhoso, apresentará suas idéias como verdades absolutas.

É POR ISSO QUE S. JOÃO, O EVANGELISTA, DIZ:
“NÃO CREAIS EM TODOS OS ESPÍRITOS, MAS EXAMINAI SE ELES SÃO DE DEUS.”

A experiência demonstra a sabedoria desse conselho. Há imprudência e leviandade em aceitar sem exame tudo o que vem dos Espíritos. É de necessidade que bem conheçamos o caráter daqueles que estão em relação conosco. (O Livro dos Médiuns, nº 267.)

Reconhece-se a qualidade dos Espíritos por sua linguagem; a dos Espíritos verdadeiramente bons e su¬periores é sempre digna, nobre, lógica e isenta de con¬tradições; nela se respira a sabedoria, a benevolência, a modéstia e a mais pura moral; ela é concisa e despida de redundâncias. Na dos Espíritos inferiores, ignorantes ou orgulhosos, o vácuo das idéias é quase sempre preen¬chido pela abundância de palavras.
TODO PENSAMENTO EVIDENTEMENTE FALSO, TODA MÁXIMA CONTRÁRIA À SÃ MORAL, TODO CONSELHO RIDÍCULO, TODA EXPRES¬SÃO GROSSEIRA, TRIVIAL OU SIMPLESMENTE FRÍVOLA, ENFIM, TODA MANIFESTAÇÃO DE MALEVOLÊNCIA, DE PRESUNÇÃO OU ARROGÂN¬CIA, SÃO SINAIS INCONTESTÁVEIS DA INFERIORIDADE DOS ES¬PÍRITOS.

Allan Kardec.

De: Sergio da Rocha
Para: Meu Mentor Espiritual
E-mail: sergiodarocha2012@gmail.com
Data: 29/03/15 08:04

Tu bem sabes a minha eterna luta para me manter no caminho proposto em outro tempo.
Mas venho aqui te pedir......nao desiste de mim.
Com ajuda da doutrina espirita, estou conseguindo voltar no caminho estabelecido.
Eu era cego, agora vejo.

Muito Obrigado

De: wilson
Para: Os estudiosos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 28/03/15 21:12

Como repelir os maus espíritos???

Revista Espirita ANO 5 – DEZEMBRO 1862 – Nº. 12

Ora, quando dois homens lutam corpo a corpo, é o de músculos mais fortes que vencerá o outro. Com um Espírito não se luta corpo a corpo, mas de Espírito a Espírito; e ainda o mais forte será o vencedor. Aqui a força está na autoridade que se pode exercer sobre o Espírito e tal autoridade está subordinada à superioridade moral. Esta, como o sol, dissipa o nevoeiro pela força de seu raios. É BOM ESFORÇAR-SE, TORNAR-SE MELHOR SE JÁ SE É BOM, PURIFICAR-SE DE SUAS IMPERFEIÇÕES, NUMA PALAVRA, ELEVAR-SE MORALMENTE O MAIS POSSÍVEL. TAL O MEIO DE ADQUIRIR O PODER DE COMANDAR OS ESPÍRITOS INFERIORES, PARA OS AFASTAR. DO CONTRÁRIO ZOMBARÃO DE VOSSAS INJUNÇÕES (Livro dos Médiuns, nº 252 e 279).


Sem dúvida certas pessoas prefeririam outra receita mais fácil para expulsar os maus Espíritos: algumas palavras a pronunciar, ou sinais a fazer, por exemplo, o que seria mais cômodo do que corrigir os próprios defeitos. Lamentamos, mas não conhecemos processo mais eficaz para vencer um inimigo do que ser mais forte que ele. Quando estamos doentes, temos que nos resignar a tomar remédios, por mais amargos que sejam. Mas, também, quando se teve a coragem de os tomar, como a gente se sente bem e como se fica forte! TEMOS QUE NOS PERSUADIR DE QUE, PARA ALCANÇAR TAL OBJETIVO, NÃO HÁ PALAVRAS SACRAMENTAIS, NEM FORMULAS, NEM TALISMÃS, NEM SINAIS MATERIAIS QUAISQUER. OS MAUS ESPÍRITOS SE RIEM E, ÀS VEZES, GOSTAM DE INDICAR ALGUNS, QUE DIZEM INFALÍVEIS, PARA MELHOR CAPTAR A CONFIANÇA DAQUELES DE QUEM ABUSAM, PORQUE, ENTÃO, ESTES, CONFIANTES NA VIRTUDE DO PROCESSO, ENTREGAM-SE SEM MEDO.

ANTES DE ESPERAR DOMINAR O MAU ESPÍRITO, É PRECISO DOMINAR-SE A SI MESMO.

De todos os meios para adquirir a força de o conseguir, o mais eficaz é a vontade, secundada pela prece, entendida a prece de coração e não aquelas nas quais a boca participa mais que o pensamento. É necessário pedir a seu anjo de guarda e aos bons Espíritos que nos assistam na luta. Mas não basta lhes pedir que expulsem o mau Espírito: é necessário lembrar-se da máxima: “Ajuda-te, e o céu te ajudará;” e lhes pedir, sobretudo, a força que nos falta para vencer nossas más inclinações, que para nós são piores que os maus Espíritos, pois são essas inclinações que os atraem, como a podridão atrai as aves de rapina. Orando também pelo Espírito obsessor, pagamos com o bem pelo mal, mostramo-nos melhor que ele, o que já é uma superioridade. Com a perseverança a gente acaba, na maioria dos casos, por conduzi-lo a melhores sentimentos, transformando o obsessor em reconhecido.

EM RESUMO, A PRECE FERVOROSA E OS ESFORÇOS SÉRIOS POR SE MELHORAR SÃO OS ÚNICOS MEIOS DE AFASTAR OS MAUS ESPÍRITOS, QUE RECONHECEM COMO SENHORES AQUELES QUE PRATICAM O BEM, AO PASSO QUE AS FÓRMULAS LHES PROVOCAM O RISO. A CÓLERA E A IMPACIÊNCIA OS EXCITAM. É PRECISO CANSÁ-LOS, MOSTRANDO-SE MAIS PACIENTES.

Os maus Espíritos só estão aonde podem satisfazer a sua perversidade. Para afastá-los, não basta pedir, nem mesmo ordenar que se retirem: é necessário eliminar em nós aquilo que os atrai. Os Espíritos maus descobrem as chagas da alma, como as moscas descobrem as do corpo. Assim, pois, como limpais o corpo para evitar as bicheiras, limpai também a alma das suas impurezas, para evitar as obsessões. Como vivemos num mundo em que os maus Espíritos pululam, as boas qualidades do coração nem sempre nos livram das suas tentativas, mas nos dão a força necessária para resistir-lhes.

NENHUM OBJETO, MEDALHA OU TALISMÃ TEM A PROPRIEDADE DE ATRAIR OU DE REPELIR OS ESPÍRITOS. AS COISAS MATERIAIS NÃO TEM NENHUM PODER SOBRE ELES. JAMAIS UM BOM ESPÍRITO ACONSELHA ESSAS PRÁTICAS ABSURDAS. A VIRTUDE DOS TALISMÃS NUNCA EXISTIU, A NÃO SER NA IMAGINAÇÃO DAS PESSOAS CRÉDULAS. (O LIVRO DOS MÉDIUNS, CAP. XXV.)

Só pela superioridade moral se exerce ascendência sobre os Espíritos inferiores. Os Espíritos perversos reconhecem a superioridade dos homens de bem. Entretanto alguém que lhes oponha a vontade enérgica, espécie de força bruta, reagem e muitas vezes são os mais fortes. Alguém tentava dominar assim um Espírito rebelde, aplicando a vontade ,e este lhe respondeu: Deixa-me em paz com esses ares de mata-mouros, que não vales mais do que eu. Que se diria de um ladrão pregando moral a outro ladrão?

Estranha-se que o nome de Deus, invocado contra eles, quase sempre não produza efeito. São Luís explicou a razão na resposta seguinte:

“O nome de Deus só tem influência sobre os Espíritos imperfeitos na boca de quem pode usá-lo com a autoridade das suas próprias virtudes. Na boca de um homem que não tenha nenhuma superioridade moral sobre o Espírito é uma palavra como qualquer outra. Dá-se o mesmo com os objetos sagrados que lhes opõem. A arma terrível é inofensiva em mãos inábeis ou incapazes de usá-la”.


Nota de Herculano Pires.
Palavras, amuletos, medalhas, imagens e outros instrumentos do culto religioso ou de práticas mágicas nada influem sobre os Espíritos perversos, se aquele que os emprega não possuir virtudes morais e não agir com amor, humildade e compreensão. Agindo assim, todos os instrumentos e artifícios são dispensáveis. (N. do T.)

Essas observações de Allan Kardec são perfeitas e grandiosas.

Wilson Moreno

De: Sergio da Rocha
Para: Victor Hugo
E-mail: sergiodarocha2012@gmail.com
Data: 28/03/15 15:42

Obrigado pelas palavras irmao Victor Hugo.
Estou comecando a estudar a doutrina e pedindo a paz.
A paz e a minha verdadeira busca neste mundo.
Obrigado irmao.

De: Victor Hugo
Para: SERGIO DA ROCHA
E-mail: vhgdebem@gmail.com
Data: 28/03/15 10:51

Bom dia caro irmão! Que cada segundo seu seja repleto de luz, harmonia, saúde, paz e infinita alegria.

Veja:

Todo aquele que sente, em um grau qualquer, a influência dos espíritos é, por esse fato, médium. Isso não é privilégio de ninguém. Pode-se, pois, dizer que todos são mais ou menos médiuns; o que se pode discutir é como a mediunidade ocorre em cada um e o nível em que ocorre. Não se trata de dom ou de fardo, mas de uma sublime oportunidade de evoluir auxiliando o próximo. ALLAN KARDEC, O LIVRO DOS MÉDIUNS, CAP. 14.

Essa sensação magnífica, luminífera, deliciosa de estar sendo, de fato, acariciado, é porque você captou a presença de um espírito amigo, muito provavelmente do seu mentor espiritual. Uma vez que você está estudando a Doutrina Espírita, ele aproximou-se e o envolveu em dúlcidas vibrações de paz....é isso o que provoca essa sensação. Se achar que deve, a partir de agora, quando sentir, faça uma pausa e, mentalmente, agradeça ao espírito amigo o amparo recebido....você se sentirá ainda melhor!

Forte abraço

Fique com DEUS

De: Sergio da Rocha
Para: Todos
E-mail: sergiodarocha2012@gmail.com
Data: 27/03/15 07:58

Bom dia Povo de Deus.
Alguem pode me explicar porque quando comeco a ler coisas referente ao espiritismo, sinto um arrepio da minha cabeca, como que alguem me acariciando. Confesso que e uma sensacao muito boa.
Um forte abraco a todos

De: Sergio da Rocha
Para: Todos
E-mail: sergiodarocha@gmail.com
Data: 27/03/15 07:46

Bom dia povo de Deus.
Venho aqui buscar a PAZ.

Um forte abraco a todos.

De: yasmin
Para: os espiritas
E-mail: gteles@hotmail.com
Data: 26/03/15 22:46

O espiritismo e a religiao verdadeira. O mal nao existe isso e ilusao e o propio homem que criou o mal. Deus so criou bem , Deus e a verdade e a vida , e bondade e luz infinita,PARA SEMPRE

De: Nely
Para: Victor Hugo e Alexandre
E-mail: neli.maria@ig.com.br
Data: 25/03/15 21:54

Muito obrigado! Deus os abençoe.

De: antonio marcos de freitas
Para: todos
E-mail: marfrei2003@yahoo.com.br
Data: 25/03/15 21:09

Irmãos peço que orem por mim e minha família, neste espaço tão iluminado, venho buscar forças e luz. Desde já agradeço e peço a papai do céu seus anjos de luz que proteja a todos!!

De: Victor Hugo
Para: NELY
E-mail: vhgdebem@gmail.com
Data: 25/03/15 17:12

Querida irmã, boa tarde! Que a paz de Jesus lhe envolva hoje e sempre! Desejo que cada segundo seu seja lindo, extraordinário, repleto de luz, harmonia, saúde, paz e infinita alegria!
O desdobramento do espírito em relação ao corpo físico durante o sono é algo natural a todo espírito; contudo, em se tratando de manter a consciência durante o desdobramento e ir a certas regiões de socorro, trata-se de algo específico que se configura como excelente oportunidade para dominar a mente cada vez mais e auxiliar os irmãos desencarnados em atividades de transporte. No caso, quando estiver pronta será levada a regiões onde resgatará espíritos infelizes para serem trazidos à Casa Espírita. Lembre-se de estudar muito, orar sempre e continuar amando. Se tem experimentado essas \"viagens\" durante o sono físico e, às vezes, conscientemente, é que há uma tarefa nessa área para você. Em momento, quando ocorrer, tente manter-se serena, orando e observando tudo o que seja possível. Oriento-a a ler a série de André Luiz (psicografada pro Chico Xavier) e de Manoel Philomeno de Miranda (psicografada por Divaldo Franco).

Grato pela confiança
Forte abraço
Fique com DEUS

Série André Luiz
1. Nosso Lar
2. Os mensageiros
2. Missionários da luz
4. Obreiros da vida eterna
5. No mundo maior
6. Agenda Cristã
7. Libertação
8. Entre a Terra e o Céu
9. Nos domínios da mediunidade
10. Evolução em dois mundos
11. Ação e Reação
12. Mecanismos da Mediunidade
13. Conduta Espírita
14. Sexo e Destino
15. Desobsessão
16. E a Vida continua
...............

Série Manoel Philomeno de Miranda

1. Entre os dois mundos
2. Grilhões Partidos
3. Trilhas da libertação
4. Nos bastidores da obsessão
5. Nas fronteiras da loucura
6. Loucura e obsessão
7. Painéis da obsessão
8. Sexo e obsessão
9. Tramas do destino
10. Tormentos da Obsessão
11. Reencontro com a vida
12. Temas da vida e da morte
13. Transtornos psiquiátricos e obsessivos
14. Transição Planetária
15. Mediunidade: desafios e bênçãos
16. Amanhecer de uma nova era

 
 
Busca
  
  
  
 
Temas Importantes
- Reencarnação
- Obsessão
- Mediunidade
 
Divulgação
- Indique o Site
- Adicione aos Favoritos
 
Mensagem do dia
“Convença-se e que você somente solucionará os seus problemas se não fugir deles”. André Luiz
 
Boletim Eletrônico
Cadastre seu e-mail e receba mensagens de Luz, textos e outras informações.
E-mail

Assinar Remover
Copyright© 2004/2015 - O Espiritismo - Araraquara/SP - Todos os direitos reservados

Webmaster