Mensagens de Luz  
 
 
  Textos Espíritas  
 
 
  Mural de Recados  
 
 
  Guia de Centros Espíritas  
 
 
  Ouça Mensagens  
 
 
Página Inicial - O Espiritismo
 Home
 A Doutrina
  O que é?
  Conheça Allan Kardec
  Biografias
  Galeria de Imagens
  Fale Conosco
  Links Indicados
  Sugestão de Livros
  Obras Básicas
 O Espiritismo e Você
  Mensagens de Luz
  Textos Espíritas
  Mural de Recados
  Guia de Endereços
  de Centros Espíritas
  Ouça Mensagens
 
 
>> MURAL DE RECADOS
 
Mural
De: Victor Hugo
Para: Todos
E-mail: vhgdebem@gmail.com
Data: 12/08/16 13:15

A verdadeira convicção só se adquire pelo estudo, pela reflexão e por uma observação contínua.
Assim, a fé necessita de uma base, e essa base é a perfeita compreensão daquilo em que se deve crer. Para crer, não basta ver, é necessário compreender.
Fé inabalável é somente aquela que pode encarar a razão face a face,em todas as épocas da humanidade.
Portanto, a fé robusta dá a perseverança, a energia e os recursos com que vençamos os obstáculos nas pequenas e grandes coisas.
A esperança e a caridade são uma consequência da fé.

ALLAN KARDEC

De: Victor Hugo
Para: Todos
E-mail: vhgdebem@gmail.com
Data: 10/08/16 09:26

“Jesus sempre é o nosso apoio, nosso abrigo certo e claro. Promove socorro a todos, ninguém fica ao desamparo”. Cornélio Pires

De: Antônio marcos de Freitas
Para: Todos os irmãos
E-mail: marfrei@usp.br
Data: 08/08/16 12:48

Peço oração para mim e minha família.Passamos um momento difícil, peço a todos que puderem orem por nós!!! Sei quanto é grande o poder da oração!!!

De: wilson
Para: Meus amigos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 06/08/16 13:44

Algumas Observações.
O Bem e o mal.
O bem ou o mal quem cria é o ser humano pelo uso do livre arbítrio, somos nós que criamos o bem ou o mal no mundo terra, ninguém se reencarna predestinado a ser bandido e criminoso ou a ser um drogado ou um alcoólatra, quando isso acontece é a pessoa quem cria isso pelos seus pensamentos negativos e pelo uso errado do livre arbítrio.
Ninguém se reencarna com a missão de praticar o mal, crimes ou vícios isso é obra da nossa ignorância espiritual e mau uso do livre arbítrio.
E ninguém se reencarna para ser vitima de criminosos se isso fosse possível o mal e os crimes seriam coisas necessárias e úteis, o mal e os crimes nunca são necessários, quando uma pessoa sofre com criminosos ou é vitima deles isso é obra da maldade humana.
Por que, quem cria o mal e os crimes no mundo terra é o próprio ser humano que usa seu livre arbítrio de forma errada.
Ninguém esta predestinada a ser torturada, seqüestrada, estuprada e morta por bandidos.
Se isso fosse possível, Jesus que foi crucificado ele teria crucificado alguém em alguma reencarnação passada e agora mereceu ser crucificado.
Perguntamos, Jesus mereceu ser crucificado???
Claro que não, ninguém se reencarna para passar por essas coisas.
Temos que entender que o mal ou o bem depende somente dos nossos pensamentos e do livre arbítrio.
Nós temos liberdade moral para pensar, raciocinar e agir na vida portanto somos nos que criamos a luz ou a escuridão no mundo terra.
Um exemplo.
Se uma pessoa comete um crime qualquer isso não é uma predestinação ou karma isso é obra do mau uso do livre arbítrio, ele não se reencarnou predestinado a fazer isso.
Um outro exemplo.
Quando uma pessoa fica obsedada isso não é predestinação e sim obra do mau uso do livre arbítrio , pelos seus maus pensamentos ou pensamentos de fraquezas, maus desejos, maus hábitos, vícios essa pessoa atraiu pela sintonia mental espiritos inferiores e obsessores do mundo invisível.
Um outro exemplo.
Se uma pessoa comete suicídio ela não se reencarnou predestinada a cometer suicídio na reencarnação presente, isso é obra do mau uso do livre arbítrio.
Suicídios, crimes, obsessões, vícios nunca são predestinações karmicas e sim resultado do mau uso do livre arbítrio na reencarnação presente.

Wilson Moreno

De: wilson
Para: Meus amigos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 02/08/16 18:57



O Espírito e a Obsessão.

O espírito é o ser pensante o principio da inteligência e do senso moral no ser humano, o pensamento, a vontade, as emoções, o raciocínio, a inteligência são atributos do espírito e não da matéria corporal.
A matéria não pensa e nem sente, um corpo físico sem espírito é apenas um boneco de carne e ossos.
O ser humano é formado por esses dois elementos Espírito e Matéria.
O espírito encarnado esta ligado a um corpo físico e o espírito desencarnado não esta mais ligado a um corpo carnal.
Quando desencarnamos vamos para o mundo espiritual ou plano astral e vamos deixar o nosso corpo físico na sepultura, o espírito só leva consigo as suas qualidades morais e intelectuais, se ele quando encarnado foi uma pessoa maldosa, corrupta, desonesta, falsa, viciada em bebidas, fumo, jogo e drogas ele continua com essas imperfeições morais, por que, os vícios, desejos e defeitos morais pertencem ao Espírito e não ao corpo material, por que, a matéria não pensa e nem sente.
É por isso que vemos muitos espíritos desencarnados ainda apegados as sensações terrenas de querer comer, beber e fumar e de querer fazer sexo, eles desencarnaram mais continuam com suas mentes presas as coisas materiais.
São espíritos inferiores ainda materializados.
Geralmente esses espíritos possuem um perispirito denso, grosseiro, escuro e turvo e eles estão vagando sem rumo pelo mundo espiritual próximo a crosta terrena.
Tem muitos alcoólatras, tabagistas e drogados desencarnados vagando pela crosta terrena procurando algum encarnado com vícios e maus pensamentos para usarem no vampirismo psíquico.

Sobre a Obsessão.

Só fica obsedado quem tem maus pensamentos, vícios, maus desejos e maus hábitos ou pensamentos de fraquezas.
Vamos atrair os espíritos obsessores e perturbadores pela sintonia dos pensamentos.
Uma pessoa de pensamentos fortes, positivos e nobres que procura se melhorar moralmente e pratica boas ações é correta e honesta consegue repelir os espíritos obsessores.
Não havendo sintonia mental os maus espíritos não conseguem se aproximar de nós.
Tudo no mundo espiritual é sintonia dos pensamentos.
O Bem tem sintonia com o Bem.
O mal tem sintonia com o mal.
Amuletos, velas, talismã, sinais cabalísticos, exorcismos, roupas brancas, imagens nada disso funciona para afastar os maus espíritos.
Tudo reside em nossos pensamentos, sentimentos e conduta moral.
Uma pessoa com maus pensamentos ou pensamentos de fraquezas, com vícios, com maus desejos e maus hábitos e de vontade fraca será sempre um alvo fácil para os espíritos perturbadores e inferiores do mundo espiritual.

Cuidado com seus pensamentos de fraquezas.
Nós somos o que pensamos e fazemos e colhemos o que plantamos.
Não existem milagres e nem proteções divinas, a proteção espiritual quem faz é a própria pessoa pelos seus pensamentos e conduta moral.

Seja sempre forte nos pensamentos e na vontade e pratique sempre o bem e dessa forma os maus espíritos não vão conseguir se aproximar.

Wilson Moreno

De: Victor Hugo
Para: Todos
E-mail: vhgdebem@gmail.com
Data: 01/08/16 00:10

O LIVRE-ARBÍTRIO

Questão 872 de O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec.

A questão do livre-arbítrio se pode resumir assim: O homem não é fatalmente levado ao mal; os atos que
pratica não foram previamente
determinados; os crimes que comete não
resultam de uma sentença do destino.
Ele pode, por prova e por expiação,
escolher uma existência em que seja
arrastado ao crime, quer pelo meio
onde se ache colocado, quer pelas
circunstâncias que sobrevenham, mas
será sempre livre de agir ou não agir.
Assim, o livre-arbítrio existe para
ele, quando no estado de Espírito, ao
fazer a escolha da existência e das
provas e, como encarnado, na faculdade
de ceder ou de resistir aos
arrastamentos a que todos nos temos
voluntariamente submetido. Cabe à
educação combater essas más
tendências. Fá-lo-á utilmente, quando
se basear no estudo aprofundado da
natureza moral do homem. Pelo
conhecimento das leis que regem essa
natureza moral, chegar-se-á a
modificá-la, como se modifica a
inteligência pela instrução e o
temperamento pela higiene.
Desprendido da matéria e no estado de
erraticidade, o Espírito procede à
escolha de suas futuras existências
corporais, de acordo com o grau de
perfeição a que haja chegado e é
nisso, como temos dito, que consiste
sobretudo o seu livre-arbítrio. Esta
liberdade, a encarnação não a anula.
Se ele cede à influência da matéria, é
que sucumbe nas provas que por si
mesmo escolheu. Para ter quem o ajude
a vencê-las, concedido lhe é invocar a
assistência de Deus e dos bons
Espíritos. (337)
Sem o livre-arbítrio, o homem não
teria nem culpa por praticar o mal,
nem mérito em praticar o bem. E isto a
tal ponto está reconhecido que, no
mundo, a censura ou o elogio são
feitos à intenção, isto é, à vontade.
Ora, quem diz vontade diz liberdade.
Nenhuma desculpa poderá, portanto, o
homem buscar, para os seus delitos, na
sua organização física, sem abdicar da
razão e da sua condição de ser humano,
para se equiparar ao bruto. Se fora
assim quanto ao mal, assim não poderia
deixar de ser relativamente ao bem.
Mas, quando o homem pratica o bem, tem
grande cuidado de averbar o fato à sua
conta, como mérito, e não cogita de
por ele gratificar os seus órgãos, o
que prova que, por instinto, não
renuncia, mau grado à opinião de
alguns sistemáticos, ao mais belo
privilégio de sua espécie: a liberdade
de pensar.
A fatalidade, como vulgarmente é
entendida, supõe a decisão prévia e
irrevogável de todos os sucessos da
vida, qualquer que seja a importância
deles. Se tal fosse a ordem das
coisas, o homem seria qual máquina sem
vontade. De que lhe serviria a
inteligência, desde que houvesse de
estar invariavelmente dominado, em
todos os seus atos, pela força do
destino? Semelhante doutrina, se
verdadeira, conteria a destruição de
toda liberdade moral; já não haveria
para o homem responsabilidade, nem,
por conseguinte, bem, nem mal, crimes
ou virtudes. Não seria possível que
Deus, soberanamente justo, castigasse
suas criaturas por faltas cujo
cometimento não dependera delas, nem
que as recompensasse por virtudes de
que nenhum mérito teriam. Demais, tal
lei seria a negação da do progresso,
porquanto o homem, tudo esperando da
sorte, nada tentaria para melhorar a
sua posição, visto que não conseguiria
ser mais nem menos.
Contudo, a fatalidade não é uma
palavra vã. Existe na posição que o
homem ocupa na Terra e nas funções que
aí desempenha, em conseqüência do
gênero de vida que seu Espírito
escolheu como prova, expiação ou
missão. Ele sofre fatalmente todas as
vicissitudes dessa existência e todas
as tendências boas ou más, que lhe são
inerentes. Aí, porém, acaba a
fatalidade, pois da sua vontade
depende ceder ou não a essas
tendências. Os pormenores dos
acontecimentos, esses ficam
subordinados às circunstâncias que ele
próprio cria pelos seus atos, sendo
que nessas circunstâncias podem os
Espíritos influir pelos pensamentos
que sugiram. (459)
Há fatalidade, portanto, nos
acontecimentos que se apresentam, por
serem estes conseqüência da escolha
que o Espírito fez da sua existência
de homem. Pode deixar de haver
fatalidade no resultado de tais
acontecimentos, visto ser possível ao
homem, pela sua prudência, modificar-
lhes o curso. Nunca há fatalidade nos
atos da vida moral. No que concerne à
morte é que o homem se acha submetido,
em absoluto, à inexorável lei da
fatalidade, por isso que não pode
escapar à sentença que lhe marca o
termo da existência, nem ao gênero de
morte que haja de cortar a esta o fio.
Segundo a doutrina vulgar, de si mesmo
tiraria o homem todos os seus
instintos que, então, proviriam, ou da
sua organização física, pela qual
nenhuma responsabilidade lhe toca, ou
da sua própria natureza, caso em que
lícito lhe fora procurar desculpar-se
consigo mesmo, dizendo não lhe
pertencer a culpa de ser feito como é.
Muito mais moral se mostra,
indiscutivelmente, a Doutrina
Espírita. Ela admite no homem o livre-
arbítrio em toda a sua plenitude e, se
lhe diz que, praticando o mal, ele
cede a uma sugestão estranha e má, em
nada lhe diminui a responsabilidade,
pois lhe reconhece o poder de
resistir, o que evidentemente lhe é
muito mais fácil do que lutar contra a
sua própria natureza. Assim, de acordo
com a Doutrina Espírita, não há
arrastamento irresistível: o homem
pode sempre cerrar ouvidos à voz
oculta que lhe fala no íntimo,
induzindo-o ao mal, como pode cerrá-
los à voz material daquele que lhe
fale ostensivamente. Pode-o pela ação
da sua vontade, pedindo a Deus a força
necessária e reclamando, para tal fim,
a assistência dos bons Espíritos. Foi
o que Jesus nos ensinou por meio da
sublime prece que é a oração
dominical, quando manda que digamos:
“Não nos deixes sucumbir à tentação,
mas livra-nos do mal.” Essa teoria da
causa determinante dos nossos atos
ressalta com evidência de todo o
ensino que os Espíritos hão dado. Não
só é sublime de moralidade, mas
também, acrescentaremos, eleva o homem
aos seus próprios olhos. Mostra-o
livre de subtrair-se a um jugo
obsessor, como livre é de fechar sua
casa aos importunos. Ele deixa de ser
simples máquina, atuando por efeito de
uma impulsão independente da sua
vontade, para ser um ente racional,
que ouve, julga e escolhe livremente
de dois conselhos um. Aditemos que,
apesar disto, o homem não se acha
privado de iniciativa, não deixa de
agir por impulso próprio, pois que, em
definitiva, ele é apenas um Espírito
encarnado que conserva, sob o
envoltório corporal, as qualidades e
os defeitos que tinha como Espírito.
Conseguintemente, as faltas que
cometemos têm por fonte primária a
imperfeição do nosso próprio
Espírito,que ainda não conquistou a
superioridade moral que um dia
alcançará, mas que, nem por isso,
carece de livre-arbítrio. A vida
corpórea lhe é dada para se expungir
de suas imperfeições, mediante as
provas por que passa, imperfeições
que, precisamente, o tornam mais fraco
e mais acessível às sugestões de
outros Espíritos imperfeitos, que
delas se aproveitam para tentar fazê-
lo sucumbir na luta em que se
empenhou. Se dessa luta sai vencedor
ele se eleva; se fracassa, permanece o
que era, nem pior, nem melhor. Será
uma prova que lhe cumpre recomeçar,
podendo suceder que longo tempo gaste
nessa alternativa.
Quanto mais se depura, tanto mais
diminuem os seus pontos fracos e tanto
menos acesso oferece aos que procurem
atraí-lo para o mal. Na razão de sua
elevação, cresce-lhe a força moral,
fazendo que dele se afastem os maus
Espíritos.
Todos os Espíritos, mais ou menos
bons, quando encarnados, constituem a
espécie humana e, como o nosso mundo é
um dos menos adiantados, nele se conta
maior número de Espíritos maus do que
de bons.
Tal a razão por que aí vemos
perversidade. Façamos, pois, todos os
esforços para a este planeta não
voltarmos, após a presente estada, e
para merecermos ir repousar em mundo
melhor, em um desses mundos
privilegiados, onde não nos
lembraremos da nossa passagem por
aqui, senão como de um exílio
temporário.


De: Victor Hugo
Para: Todos
E-mail: vhgdebem@gmail.com
Data: 01/08/16 00:09

Sabendo que a experiência humana é vasta colméia de luta na qual enxameiam desencarnados de toda sorte, urge saiba ajustar-se à
companhia de ordem superior, buscando no convívio de Espíritos Benevolentes e Sábios o clima ideal para a missão que lhe compete cumprir, significando isso disciplina constante no estudo nobre e ação incansável na beneficência em favor dos outros.

Emmanuel (espírito)

Psicografia de Francisco Cândido Xavier

De: wilson
Para: Os estudiosos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 30/07/16 11:04

Vc pode vencer na vida acredite sempre na sua força mental.

Tenha sempre esperanças, força, garra e pensamentos fortes e elevados, nós somos o que pensamos e fazemos e colhemos o que plantamos, com força de vontade, determinação, disciplina e força mental vc pode vencer na vida material e espiritual.
Quando vc sentir pensamentos negativos de fraquezas, medos, desânimos, vontade de beber, fumar, usar drogas, desistir da vida, fugir da realidade, nessa hora crucial vc tem que elevar vossos pensamentos para a Grande Luz, diga para si mesmo, eu sou do Cristo, eu sou da Luz, eu sou um espírito puro, eu vou vencer por que nós somos o que pensamos.
Mentalize coisas boas para vc, sinta seu poder mental, vc foi criado por Deus para vencer e evoluir, não deixe pensamentos sujos, negativos e impuros criar raízes em sua mente.
Com pensamentos fortes, elevados e firmes no bem e na Luz vc pode repelir qualquer energia espiritual ruim e deletéria.
Tudo no mundo espiritual é sintonia dos pensamentos, estamos sempre atraindo bons ou maus espiritos conforme nossos pensamentos, sentimentos e atitudes.
Se a vida esta ruim, chata, sem graça, sem dinheiro, sem amores, somente vazios e ventos frios, nessa hora desperte sua Luz seja Luz nessa hora, se eleve moralmente e espiritualmente para vc poder entrar em sintonia com as forças espirituais da Luz e do Bem.
Se eu quero Luz na minha vida eu tenho que criar Luz pelos meus pensamentos e atitudes para eu poder atrair a Luz dos espiritos superiores.
Por que, a luz atrai a luz, assim como a escuridão atrai a escuridão.

Vc pode vencer na vida acredite sempre na sua força mental
Como disse Jesus, o ser conforme pensar assim será.

Tudo esta em nossos pensamentos e na nossa força de vontade.
Não acredite em provações e predestinações que vc não pode mudar a sua vida, vc pode sim mudar a sua vida é por isso que vc tem livre arbítrio.

Vc tem livre arbítrio para vc mudar os rumos da sua vida, acredite sempre nisso.

VC TEM LIVRE ARBÍTRIO.

Com determinação, força de vontade, disciplina e com pensamentos fortes, elevados e nobres vc pode vencer:
Vencer o vicio do cigarro.
Vencer o vicio da bebida.
Vencer o vicio das drogas.
Vencer o medo e as fraquezas.
Vencer os maus pensamentos e maus desejos.
Vencer os maus hábitos.
Vencer a pobreza.
Vencer os ventos frios da solidão.
Vc pode vencer as suas imperfeições morais e evoluir.

Vc veio da Luz vc pertence a Luz não existe escuridão dentro de vc acredite na sua Luz brilhe a vossa Luz nós somos filhos da Luz

Onde a Luz habitar a escuridão não entra.

Wilson Moreno

De: Victor Hugo
Para: todos
E-mail: vhgdebem@gmail.com
Data: 26/07/16 10:30

“À semelhança de Jesus, utiliza a verdade, a severidade, a honradez docilmente, com amor, porquanto só o amor em qualquer circunstância consegue o milagre da renovação, da esperança e da legítima saúde espiritual”. Joanna de Ângelis

De: Victor Hugo
Para: todos
E-mail: vhgdebem@gmail.com
Data: 26/07/16 10:28

“Desvincula-te do teu passado...Vida é renovação e transformação, estimulando-nos à saída do casulo sombrio para a paisagem livre, onde o sol da caridade nos inspire as ações diárias”. Irthes

De: wilson
Para: Os estudiosos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 24/07/16 09:14

Sobre os espíritos que pedem coisas materiais como cigarros, charutos, bebidas alcoólicas e despachos.
Por que, eles pedem essas coisas???

Os espíritos inferiores, perturbadores e obsessores possuem um perispirito denso e grosseiro e como eles estão ainda apegados as coisas materiais eles sentem ainda desejos, sensações e vícios terrenos.
Como eles estão apegados as coisas materiais eles querem continuar a beber, comer, fumar e fazer sexo, como eles não possuem mais corpos físicos para saciarem seus desejos e vícios, eles vão procurar algum encarnado que possuem também os mesmos desejos e vícios.
É por isso que vemos essas entidades que atuam em terreiros, centros de umbanda e quimbanda pedirem cigarros, charutos, comida, bebidas alcoólicas e despachos, são espíritos inferiores ainda apegados as coisas terrenas.
Eles estão ainda moralmente atrasados e materializados eles querem ainda continuar a sentir as sensações materiais.
Como eles possuem um perispirito muito denso e grosseiro eles se sentem como se estivessem encarnados eles vivem uma vida semiespiritual apegados ao mundo terra.
Os espíritos elevados estão com seus pensamentos e sentimentos moralmente depurados sem apegos as coisas terrenas e sem vícios.
Quando uma entidade pedir cigarros, charutos, comida e bebidas alcoólicas devemos nos afastar desses lugares, são espíritos inferiores que estão se manifestando e pedindo essas coisas.
Um espírito elevado da Luz não vai mandar ninguém beber e fumar, por que, isso vai contribuir para materializar o senso moral dos encarnados, precisamos nos desapegar das coisas materiais e nos espiritualizar e nos moralizarmos.
Na quimbanda ou kiumbanda ainda é pior existem sacrifícios de pobres animais para as entidades, somente espíritos obsessores é que pedem sacrifícios de animais, os espíritos elevados e superiores só pregam o bem, as Virtudes, a elevação moral, o desapego das coisas terrenas, a elevação espiritual e o amor e o respeito pelos animais.
Os espiritos que estão apegados a matéria vão pedir coisas materiais.
Os espiritos que não estão apegados as coisas matérias não vão pedir coisas matérias.
Essa é a lógica desse processo.

Wilson Moreno

De: Wilson
Para: Os estudiosos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 22/07/16 09:47

As Obsessões.

Da obra o Livro dos Espíritos de Kardec.

479. A prece é um meio eficaz para curar a obsessão?

— A prece é um poderoso socorro para todos os casos, mas sabei que NÃO É SUFICIENTE MURMURAR ALGUMAS PALAVRAS PARA OBTER O QUE SE DESEJA. Deus assiste aos que agem, e não aos que se limitam a pedir. Cumpre, portanto, que o obsedado faça, de seu lado o que for necessário para destruir em si mesmo a causa que atrai os maus Espíritos.

Não basta fazer preces para afastar os maus espíritos, temos que também nos melhorarmos moralmente combatendo as nossas imperfeições morais, maus pensamentos, vícios e maus hábitos, temos que nos elevarmos espiritualmente e praticar sempre o bem e as virtudes.
Eu posso fazer minhas preces e orações e continuar com minhas imperfeições morais, dessa forma não vou conseguir afastar os maus espiritos.
Eu tenho que combater as minhas imperfeições morais para eu poder repelir os espíritos inferiores e obsessores.
Tudo é uma questão de afinidade mental e moral no mundo espiritual.
O Bem tem afinidade com o Bem.
O mal tem afinidade com o mal.

Vejamos outras explicações de Kardec.

Os maus Espíritos só estão onde podem satisfazer a sua perversidade. Para afastá-los, não basta pedir, nem mesmo ordenar que se retirem: é necessário eliminar em nós aquilo que os atrai. OS ESPÍRITOS MAUS DESCOBREM AS CHAGAS DA ALMA, COMO AS MOSCAS DESCOBREM AS DO CORPO. ASSIM, POIS, COMO LIMPAIS O CORPO PARA EVITAR AS BICHEIRAS, LIMPAI TAMBÉM A ALMA DAS SUAS IMPUREZAS, PARA EVITAR AS OBSESSÕES. Como vivemos num mundo em que os maus Espíritos pululam, as boas qualidades do coração nem sempre nos livram das suas tentativas, mas nos dão a força necessária para resistir-lhes.


553. Qual pode ser o efeito de fórmulas e práticas com as quais certas pessoas pretendem dispor da vontade dos Espíritos?

— O de as tornar ridículas, se são de boa-fé; no caso contrário são tratantes que merecem castigo. TODAS AS FÓRMULAS SÃO CHARLATANICES; NÃO HÁ NENHUMA PALAVRA SACRAMENTAL, NENHUM SIGNO CABALÍSTICO, NENHUM TALISMÃ QUE TENHA QUALQUER AÇÃO SOBRE OS ESPÍRITOS, PORQUE ELES SÓ SÃO ATRAÍDOS PELO PENSAMENTO E NÃO PELAS COISAS MATERIAIS.

Vamos ver nessas explicações de Kardec que nenhum objeto material tem poder para afastar os maus espíritos, tudo reside em nossos pensamentos, sentimentos e conduta moral.
Os maus espíritos adoram pessoas de vontade fraca e com maus pensamentos, maus desejos e vícios, essas pessoas são um alvo fácil para os obsessores.
Fica fácil entrar em sintonia mental com essas pessoas.
Procure desenvolver a sua força de vontade, seja forte nos pensamentos e pratique sempre o bem, a caridade e as virtudes.
Nós somos o que pensamos e fazemos e colhemos o que plantamos.
Cuidado com seus pensamentos de fraquezas seja forte mentalmente para vc poder repelir esses espiritos inferiores e perturbadores, não havendo sintonia eles não podem se aproximar de vc.
Não existem milagres e nem proteções divinas a proteção espiritual quem faz é a própria pessoa pelos seus pensamentos e atitudes morais no dia a dia.

Wilson Moreno



 
 
Busca
  
  
  
 
Temas Importantes
- Reencarnação
- Obsessão
- Mediunidade
 
Divulgação
- Indique o Site
- Adicione aos Favoritos
 
Mensagem do dia
“Ressentimento é sempre um veneno sutil gerando desequilíbrio e enfermidade”. André Luiz
 
Boletim Eletrônico
Cadastre seu e-mail e receba mensagens de Luz, textos e outras informações.
E-mail

Assinar Remover
Copyright© 2004/2016 - O Espiritismo - Araraquara/SP - Todos os direitos reservados

Webmaster